Relatos de Experiência

Conheça aqui a prática de professores no ensino do Teatro na educação básica! Compartilhe também a sua prática. Conte como foi realizado o seu trabalho em sala de aula de forma simples e didática e sirva de inspiração para outros professores.

 

Escola: Colégio Adahil Barreto - Rede Pública Municipal
Cidade: Iguatu, CE
Nível de Ensino: Ensino Fundamental - 6º ao 9º ano
Contato: lksevero@gmail.com

Este relato se configura como fruto de uma experiência vivenciada com estudantes do 8º ano do Ensino Fundamental II do Colégio Adahil Barreto em Iguatu – CE, no período de Setembro e Outubro de 2014. Iguatu fica localizada na Região Centro-Sul do estado, a 388 km da capital do estado, Fortaleza e, configura-se como o principal polo econômico da região.

O colégio Adahil Barreto se localiza em um dos bairros periféricos da cidade e atende uma clientela de classe média vinda em sua maioria de outros bairros. Este colégio é dos mais antigos da cidade com 50 anos, sendo referência em suas atividades culturais e incentivo ao aprendizado. Atividade de mais destaque da instituição é a Semana Cultural, que conta com jogos, gincanas, atividades esportivas e artísticas.

A mesma se desenvolveu a partir da interdisciplinaridade entre Língua Portuguesa e Artes onde a preocupação com a escrita das palavras bem como o gosto pela leitura de poesia e a prática teatral na escola serviram de mote inicial.

O presente relato de experiência, pretende expor os acontecimentos no decorrer das aulas de Teatro, oferecidas aos alunos de uma escola da rede estadual de educação de Minas Gerais. Inicialmente a proposta das aulas baseou-se em jogos teatrais que aprendi durante a graduação em Teatro, com o intuito de trabalhar a autoconfiança, espontaneidade e desinibição dos dos alunos dessa escola. O relatório evidência situações pertinentes do convívio escolar pelo aluno Diego José Domingos Pereira, que ao decorrer desse, articula suas observações e práticas metodológicas com autores como Walter Benajamin, Leonor Arfuch e Paulo Freire. Assim, aspira-se como resultado uma posição crítica do espaço escolar aliada à metodologia “distanciada da realidade do aluno”, sendo isso um dos principais fatores negativo na motivação do aluno no processo de formação.

Escola: Instituto Federal de Sergipe - Rede Pública Federal
Cidade: Lagarto, sergipe
Nível de Ensino: Ensino Médio
Contato: morkayluana@gmail.com

Esse trabalho é um recorte originado na pesquisa de conclusão de curso, defendida em 2016 no Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal de Sergipe sob o título de “Desbravando mares da (re)criação: a performance contextualizada pedagogicamente, orientada pela Profa. Dra. Maicyra Leão. Teve como objetivo, a investigação teórico-prática da Performance Arte, mais precisamente a recriação de performances (re-enactment) inserida no espaço escolar e foi desenvolvida no Instituto Federal de Sergipe, campus Lagarto, com alunos do ensino médio, cursos técnico, com faixa etária entre 17 a 30 anos. A relevância do projeto foi de tão importância para o instituto que, logo após o primeiro módulo, as aulas de teatro foram direcionadas também para adolescentes da comunidade local.

O Instituto Federal de Sergipe inaugurou, no ano de 1994, o campus no município de Lagarto e em 2009 o CEFET-SE e a UNED uniram-se com a Escola Agrotécnica Federal de Sergipe, transformando-se em Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe – IFS, Campus Lagarto. O campus fica localizado nas proximidades da Rodovia na BR-235, na saída da cidade de Lagarto que fica aproximadamente a 80km da capital Aracaju. Atualmente oferece o ensino médio integrado e profissional, além de cursos superiores de tecnologias, bacharelados e engenharias.

Escola: E.E.F. Dom Quintino
Rede: Pública Estadual
Cidade: Crato, CE
Ensino Fundamental - 6º ao 9º ano

APRESENTAÇÃO:

Essa experiência foi desenvolvida no ano de 2013, no meu estágio supervisionado em teatro III, quando estive cursando Licenciatura em Teatro na Universidade Regional do Cariri- URCA, essa experiência desmembrou em minha pesquisa de Monografia de conclusão da licenciatura e, atualmente ainda alimenta a minha atual pesquisa de Mestrado.

A ideia principal era trabalhar dramaturgia porém na presença em sala de aula percebi um estranhamento; existia uma resistência muito grande desses estudantes com a aula de artes e, principalmente com qualquer possibilidade de leitura.

Escola: Colégio Municipal Professora Alíria Argolo Pereira / Rede Pública Municipal
Cidade: Jequié- BA
Nível de Ensino: EJA
Contato: pouana@gmail.com

Apresentação

O presente relato trará objetivamente, as atividades desenvolvidas no ano de 2014, no colégio Municipal Profª Alíria Argolo Pereira, localizada no bairro do Mandacaru, na cidade de Jequié- Bahia. A referida escola faz parte do Projeto de Pesquisa: “Tempos de vida de Memória e de Teatro” e do Subprojeto de Teatro do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID) na linha de pesquisa: “Saberes Docentes na EJA: Tempos de Vida, de Teatro e de Cordel” da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB campus de Jequié, que no ano das atividades era coordenado pela professora doutora Carla Meira Pires de Carvalho.

Página 1 de 3
Give your website a premium touchup with these free WordPress themes using responsive design, seo friendly designs www.bigtheme.net/wordpress